Ir para conteúdo do site

Ir para conteúdo

Prefeitura
Acompanhe-nos:
Facebook
Youtube
Nossa Cidade »
Principal   Nossa Cidade   HISTÓRIA DE COROADOS

 

        COROADOS-SP

HISTÓRICO - Quando floresciam algumas das atuais cidades da Noroeste, as terras que compõem hoje o Município de Coroados eram cobertas por majestosas matas virgens, que a civilização, num assalto irresistível atravessou, implantando povoações, desbravando matas e encontrando por parte de seu habitantes, os selvagens, uma resistência pertinaz e heroica. Habitadas pelos ferozes caigangues ou coroados. 

Como reflexo da estrada de ferro Noroeste do Brasil (N.O.B), iniciada em 1905, onde empreiteiros como Machado de Mello e Cristiano Olsen, estiveram à frente da Abertura das Matas para instalação dos trilhos, o interesse nas terras da Região baratas e propícias para a produção da cafeicultura cresceu rapidamente, atraindo companhias imobiliárias. Porém a Estação Ferroviária iniciou suas atividades em 01 de Junho de 1921.

Primeiros Habitantes de Coroados em 1915 foram: ANTÔNIO SANCHES MARTINS; MANOEL HERRERA, IZIDORO PASCOAL E ANTÔNIO SANCHES HARO, (Assista o vídeo do senhor Ivan Antônio Prado Sanchez (In Memoriam), narrando sobre os primeiros habitantes e os Índios).

DOVINO JOSÉ – Construiu a 1ª Casa Residencial em 1921.

O Primeiro Diretor  da Companhia de terras, madeiras e colonização foi ROBERTO CLARK, que em 1921, fundou o "Povoado de Coroados".

O povoamento foi feito, em sua maioria, por colonos vindo de outras regiões do Estado, notadamente da fazenda chamada Zona Velha, onde conseguiram fazer algumas economias. Aqui se instalaram em terrenos próprios, dedicando-se com ardor aos serviços  da Agricultura, e, em pequena escala aos da Pecuária. Com a queda do preço do Café, em 1930, que era em maior volume e sustentava as Famílias, seus habitantes começaram a transformar suas grandes áreas cultivadas em Pastagens. e assim a pecuária assumiu o posto de maior importância de economia local. (Assista o vídeo do Senhor João Varoni (In Memoriam), narrando a respeito desta época, de 1929/1930). A maioria da população coroadense é de origem Européia, Italianos, Portugueses, Espanhóis e miscigenação  entre Índios.

Em 1925, COROADOS foi elevado a Distrito de Paz no Município de Birigui e sua emancipação aconteceu em 28 de Dezembro de 1928.

Foram incorporados ao Município de Coroados: Lauro Penteado em 1937, e Brejo Alegre e Clementina em 1944.

Foram Desmembrados do Município de Coroados: Lauro Penteado foi extinto em 1944; Clementina foi Desmembrada em Dezembro de 1953 e Brejo Alegre Desmembra do Município de Coroados em 30 de Dezembro de 1993.

Em 1929, tivemos JOSÉ MARIA DOS REIS como o 1º (Primeiro) PREFEITO DE COROADOS (Assista o vídeo do senhor Claudino Lorenzetti (In Memoriam), narrando a respeito do Primeiro Prefeito de Coroados).

Segue os próximos Prefeitos que atuaram no Município e as datas da atuação, conforme Galeria de Prefeitos na Casa da Cultura João e Cristina Vieira de Souza:

  • ​2º Prefeito: Cherobino Lorenzetti - em 1930;
  • 3º Prefeito: Joaquim de Souza Nobre - em 1931/1934;
  • 4º Prefeito: Nilvenius (Bruno) Paoli - em 1935/1936;
  • 5º Prefeito: João Gualberto Junqueira - em 1937/1938;
  • 6º Prefeito: João Lorenzetti - em 1939/1944;
  • 7º Prefeito: Vitor Bernardes da Silva - em 1945/1950;
  • 8º Prefeito: Mário Masson - Interino em 1951;
  • 9º Prefeito: José Gibran - em 1952/1955;
  • 10º Prefeito: José de Mello - em 1956/1959;
  • 11º Prefeito: José Fakih - em 1960/1963;
  • 12º Prefeito: Alcides Berto - em 1964/1968;
  • 13º Prefeito: Adelmo Martins Silva - em 1969/1971;
  • 14º Prefeito: Claudino Lorenzetti - em 1971/1973;
  • 15º Prefeito: Arso João Varoni - em 1973/1978;
  • 16º Prefeito: Claudino Lorenzetti - 2º Mandato em 1979/1982;
  • 17º Prefeito: Arso João Varoni - 2º Mandato em 1983/1988;
  • 18º Prefeito: Nelson Gonzales Caetano - em 1989/1992;
  • 19º Prefeito: Devair Rodrigues da Silva - Interino em 1990/1991;
  • 20º Prefeito: Terezinha Aparecida Castilho Varoni - em 1993/1996;
  • 21º Prefeito: José Paulo Beltran - em 1997/2000;
  • 22º Prefeito: José Paulo Beltran - Reeleito em 2001/2004;
  • 23º Prefeito: Arso João Varoni - 3º Mandato em 2005/2007;
  • 24º Prefeito: Elias Ferreira - em 2007/2008;
  • 25º Prefeito: Nelson Gonzales Caetano - 2º Mandato em 2008;
  • 26º Prefeito: Nelson Gonzales Caetano - 3º Mandato em 2009/2012;
  • 27º Prefeito: Hélcio Carrilho Slavez - em 2013/2016.
  • 28ª Prefeita Atual: Terezinha Aparecida Castilho Varoni - em 2017/2020

 

COMÉRCIO E BANCOS - 1955

As localidades com as quais o comércio local mantinham transações naquela época eram as seguintes: Birigui, Araçatuba, Penápolis, Promissão e Lins, sobressaindo-se Birigui, que está localizado próximo a Coroados, e onde era feito quase todo o movimento bancário, devido a inexistência de Banco no município. Na mesma época, Coroados importava de outros municípios, notadamente de Araçatuba e Promissão os seguintes produtos: açúcar, farinha de trigo, sal e querosene; e outros produtos industrializados.

Logo a Caixa Econômica Estadual, instalou-se no Município de Coroados, possuindo uma agência com 450 cadernetas em circulação, até 31-XII-1955. 

Na sede Municipal "Coroados", haviam 11 estabelecimentos de gêneros alimentícios, 3 de fazendas e armarinhos e 11 bares. 

ASPECTOS URBANOS: Os melhoramentos públicos  existentes eram os seguintes:

  • Iluminação: 25 logradouros servidos e 170 domicílios ligados (Cia Paulista de Luz e Força).
  • Telefone: 02 aparelhos instalados;
  • Telégrafo: servido pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil;
  • Hospedagem: 01 pensão.

ASSISTÊNCIA MÉDICO SANITÁRIA: Havia um Posto de Assistência Médico-Sanitária Estadual, 01 Farmácia, 01 Médico, 03 Dentistas e 01 Farmacêutico.

ALFABETIZAÇÃO: De acordo com o Censo de 1950, 42,31% das pessoas, maiores de 5 anos, eram alfabetizadas. Não estão incluidos os dados do Município de Clementina, que foi desmembrado em 1953.

ENSINO: Há 10 unidades de ensino primário fundamental comum.

EFEMÉRIDES E FESTEJOS: São comemoradas as festividades religiosas, entre as quais, a de Santo Antônio de Pádua, padroeiro do Município, no mês de Junho; e as datas magnas da nossa história.

OUTROS ASPECTOS DO MUNICÍPIO: A denominação local dos habitantes é "coroadense".

Estão em exercício 11 vereadores e o número de eleitores inscritos (até 3-X-55) era de 1731.

O Prefeito é o Senhor José de Mello (1956/1959).

(Autoria do histórico - Antônio Guerra e Antônio Pinheiro; Redação final - Ronoel Samartini; Fonte dos dados - A.M.E. - Antônio Pinheiro.)

Acervo da Biblioteca Municipal de Coroados: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XXVIII - São Paulo  A-I; páginas 258 à 261.

 

IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA.

Tal  Edificação foi construída pelo morador Antônio Paoli, sendo um dos símbolos da Cidade, pois as Obras de Arte nela existente até os dias atuais, mostram a competência e habilidades de seus autores, destacando-se a imagem do padroeiro da cidade  Santo Antônio e o famoso Sino que chamavam os fiéis para a Missa. Desde então, aos dias atuais, todo mês de Junho existe no município os Festejos em Comemoração ao Padroeiro de Coroados.

BIBLIOTECA MUNICIPAL

A Criação da Biblioteca Municipal foi em 1969, situada hoje na Casa da Cultura João e Cristina Vieira de Souza, que foi inaugurada em 2002, (Assista o vídeo do senhor Arso João Varoni, narrando a respeito da Doação da Casa da Cultura).

A Biblioteca conta hoje com um acervo de 13.800 Livros e Enciclopédias variadas. Dentre este acervo excelente que possuímos, encontram-se dois Livros de Poesias escrito por um morador de Coroados:

Senhor LUIZ BELTRAME DE CASTRO (In Memoriam), mais conhecido como “LUIZ POETA”, que viveu até os 107 anos de idade com muita saúde e sabedoria. Ele nasceu em 1908 e faleceu em 2016, teve 8 filhos, 47 netos, 75 bisnetos e 20 tataranetos. UM HOMEM HONESTO E TRABALHADOR QUE NOS ORGULHA MUITO NESTA CIDADE, AQUI VAI UMA DE MUITAS DE SUAS POESIAS:

                  “AGORA CHEGOU O TEMPO DE EU CONTAR A REALIDADE DE TUDO QUE EU JÁ FIZ

SEMPRE ANDANDO DIREITO, RESPEITANDO A AUTORIDADE.

SEMPRE FUI MUITO FELIZ AQUI DENTRO DO MEU PAÍS

COM MUITO AMOR E AMIZADE”

LUIZ POETA

Acervo da Biblioteca Municipal de Coroados.

 

FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE

O Fundo Social de Solidariedade de Coroados foi fundado há 35 anos, criado pela Lei Municipal nº 728 em 28 Junho de 1983, na ocasião, a Primeira Dama e Primeira Presidente do Fundo Social de Solidariedade, a Sra. Terezinha Aparecida Castilho Varoni, hoje, atual Prefeita Municipal. 

HISTORIA DA ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE COROADOS

Há 35 anos, a então 1ª Dama, TEREZINHA APARECIDA CASTILHO VARONI ciente das dificuldades que as famílias enfrentavam tendo que trabalhar e sem um local adequado para confiar seus filhos, reuniu um grupo de munícipes e fundaram a ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE COROADOS E A CRECHE SANTA TEREZINHA que vem acolhendo várias gerações que passaram e ainda passam por nossa Entidade desde então..

Ainda tendo a preocupação em manter a Creche, fundaram a Padaria Tentação, que não só serve para sustentar a Creche Santa Terezinha, mas também  atende a população em geral.

"COROADOS, PARAÍSO DOS POETAS, RECANTO DOS NAMORADOS"

(Frei Fernando Maria).

 

 
Galeria de Fotos:   Ver mais
Publicado: 12 de OUTUBRO de 2018
HISTÓRIA DE COROADOS

        COROADOS-SP

HISTÓRICO - Quando floresciam algumas das atuais cidades da Noroeste, as terras que compõem hoje o Município de Coroados eram cobertas por majestosas matas virgens, que a civilização, num assalto irresistível atravessou, implantando povoações, desbravando matas e encontrando por parte de seu habitantes, os selvagens, uma resistência pertinaz e heroica. Habitadas pelos ferozes caigangues ou coroados. 

Como reflexo da estrada de ferro Noroeste do Brasil (N.O.B), iniciada em 1905, onde empreiteiros como Machado de Mello e Cristiano Olsen, estiveram à frente da Abertura das Matas para instalação dos trilhos, o interesse nas terras da Região baratas e propícias para a produção da cafeicultura cresceu rapidamente, atraindo companhias imobiliárias. Porém a Estação Ferroviária iniciou suas atividades em 01 de Junho de 1921.

Primeiros Habitantes de Coroados em 1915 foram: ANTÔNIO SANCHES MARTINS; MANOEL HERRERA, IZIDORO PASCOAL E ANTÔNIO SANCHES HARO, (Assista o vídeo do senhor Ivan Antônio Prado Sanchez (In Memoriam), narrando sobre os primeiros habitantes e os Índios).

DOVINO JOSÉ – Construiu a 1ª Casa Residencial em 1921.

O Primeiro Diretor  da Companhia de terras, madeiras e colonização foi ROBERTO CLARK, que em 1921, fundou o "Povoado de Coroados".

O povoamento foi feito, em sua maioria, por colonos vindo de outras regiões do Estado, notadamente da fazenda chamada Zona Velha, onde conseguiram fazer algumas economias. Aqui se instalaram em terrenos próprios, dedicando-se com ardor aos serviços  da Agricultura, e, em pequena escala aos da Pecuária. Com a queda do preço do Café, em 1930, que era em maior volume e sustentava as Famílias, seus habitantes começaram a transformar suas grandes áreas cultivadas em Pastagens. e assim a pecuária assumiu o posto de maior importância de economia local. (Assista o vídeo do Senhor João Varoni (In Memoriam), narrando a respeito desta época, de 1929/1930). A maioria da população coroadense é de origem Européia, Italianos, Portugueses, Espanhóis e miscigenação  entre Índios.

Em 1925, COROADOS foi elevado a Distrito de Paz no Município de Birigui e sua Emancipação aconteceu em 28 de Dezembro de 1928.

Foram incorporados ao Município de Coroados: Lauro Penteado em 1937, e Brejo Alegre e Clementina em 1944.

Foram Desmembrados do Município de Coroados: Lauro Penteado foi extinto em 1944; Clementina foi Desmembrada em Dezembro de 1953 e Brejo Alegre Desmembra do Município de Coroados em 30 de Dezembro de 1993.

Em 1929, tivemos JOSÉ MARIA DOS REIS como o 1º (Primeiro) PREFEITO DE COROADOS (Assista o vídeo do senhor Claudino Lorenzetti (In Memoriam), narrando a respeito do Primeiro Prefeito de Coroados).

Segue os próximos Prefeitos que atuaram no Município e as datas da atuação, conforme Galeria de Prefeitos na Casa da Cultura João e Cristina Vieira de Souza:

  • ​2º Prefeito: Cherobino Lorenzetti - em 1930;
  • 3º Prefeito: Joaquim de Souza Nobre - em 1931/1934;
  • 4º Prefeito: Nilvenius (Bruno) Paoli - em 1935/1936;
  • 5º Prefeito: João Gualberto Junqueira - em 1937/1938;
  • 6º Prefeito: João Lorenzetti - em 1939/1944;
  • 7º Prefeito: Vitor Bernardes da Silva - em 1945/1950;
  • 8º Prefeito: Mário Masson - Interino em 1951;
  • 9º Prefeito: José Gibran - em 1952/1955;
  • 10º Prefeito: José de Mello - em 1956/1959;
  • 11º Prefeito: José Fakih - em 1960/1963;
  • 12º Prefeito: Alcides Berto - em 1964/1968;
  • 13º Prefeito: Adelmo Martins Silva - em 1969/1971;
  • 14º Prefeito: Claudino Lorenzetti - em 1971/1973;
  • 15º Prefeito: Arso João Varoni - em 1973/1978;
  • 16º Prefeito: Claudino Lorenzetti - 2º Mandato em 1979/1982;
  • 17º Prefeito: Arso João Varoni - 2º Mandato em 1983/1988;
  • 18º Prefeito: Nelson Gonzales Caetano - em 1989/1992;
  • 19º Prefeito: Devair Rodrigues da Silva - Interino em 1990/1991;
  • 20º Prefeito: Terezinha Aparecida Castilho Varoni - em 1993/1996;
  • 21º Prefeito: José Paulo Beltran - em 1997/2000;
  • 22º Prefeito: José Paulo Beltran - Reeleito em 2001/2004;
  • 23º Prefeito: Arso João Varoni - 3º Mandato em 2005/2007;
  • 24º Prefeito: Elias Ferreira - em 2007/2008;
  • 25º Prefeito: Nelson Gonzales Caetano - 2º Mandato em 2008;
  • 26º Prefeito: Nelson Gonzales Caetano - 3º Mandato em 2009/2012;
  • 27º Prefeito: Hélcio Carrilho Slavez - em 2013/2016.
  • 28ª Prefeita Atual: Terezinha Aparecida Castilho Varoni - em 2017/2020

 

COMÉRCIO E BANCOS - 1955

As localidades com as quais o comércio local mantinham transações naquela época eram as seguintes: Birigui, Araçatuba, Penápolis, Promissão e Lins, sobressaindo-se Birigui, que está localizado próximo a Coroados, e onde era feito quase todo o movimento bancário, devido a inexistência de Banco no município. Na mesma época, Coroados importava de outros municípios, notadamente de Araçatuba e Promissão os seguintes produtos: açúcar, farinha de trigo, sal e querosene; e outros produtos industrializados.

Logo a Caixa Econômica Estadual, instalou-se no Município de Coroados, possuindo uma agência com 450 cadernetas em circulação, até 31-XII-1955. 

Na sede Municipal "Coroados", haviam 11 estabelecimentos de gêneros alimentícios, 3 de fazendas e armarinhos e 11 bares. 

 

ASPECTOS URBANOS: Os melhoramentos públicos  existentes eram os seguintes:

  • Iluminação: 25 logradouros servidos e 170 domicílios ligados (Cia Paulista de Luz e Força).
  • Telefone: 02 aparelhos instalados;
  • Telégrafo: servido pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil;
  • Hospedagem: 01 pensão.

 

ASSISTÊNCIA MÉDICO SANITÁRIA: Havia um Posto de Assistência Médico-Sanitária Estadual, 01 Farmácia, 01 Médico, 03 Dentistas e 01 Farmacêutico.

 

ALFABETIZAÇÃO: De acordo com o Censo de 1950, 42,31% das pessoas, maiores de 5 anos, eram alfabetizadas. Não estão incluidos os dados do Município de Clementina, que foi desmembrado em 1953.

 

ENSINO: Há 10 unidades de ensino primário fundamental comum.

 

EFEMÉRIDES E FESTEJOS: São comemoradas as festividades religiosas, entre as quais, a de Santo Antônio de Pádua, padroeiro do Município, no mês de Junho; e as datas magnas da nossa história.

 

OUTROS ASPECTOS DO MUNICÍPIO: A denominação local dos habitantes é "coroadense".

Estão em exercício 11 vereadores e o número de eleitores inscritos (até 3-X-55) era de 1731.

O Prefeito é o Senhor José de Mello (1956/1959).

(Autoria do histórico - Antônio Guerra e Antônio Pinheiro; Redação final - Ronoel Samartini;

Fonte dos dados - A.M.E. - Antônio Pinheiro.)

Acervo da Biblioteca Municipal de Coroados:

Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XXVIII - São Paulo  A-I; páginas 258 à 261.

 

IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA.

Tal  Edificação foi construída pelo morador Antônio Paoli, sendo um dos símbolos da Cidade, pois as Obras de Arte nela existente até os dias atuais, mostram a competência e habilidades de seus autores, destacando-se a imagem do padroeiro da cidade  Santo Antônio e o famoso Sino que chamavam os fiéis para a Missa. Desde então, aos dias atuais, todo mês de Junho existe no município os Festejos em Comemoração ao Padroeiro de Coroados.

 

BIBLIOTECA MUNICIPAL

A Criação da Biblioteca Municipal foi em 1969, situada hoje na Casa da Cultura João e Cristina Vieira de Souza, que foi inaugurada em 2002, (Assista o vídeo do senhor Arso João Varoni, narrando a respeito da Doação da Casa da Cultura).

A Biblioteca conta hoje com um acervo de 13.800 Livros e Enciclopédias variadas. Dentre este acervo excelente que possuímos, encontram-se dois Livros de Poesias escrito por um morador de Coroados:

Senhor LUIZ BELTRAME DE CASTRO (In Memoriam), mais conhecido como “LUIZ POETA”, que viveu até os 107 anos de idade com muita saúde e sabedoria. Ele nasceu em 1908 e faleceu em 2016, teve 8 filhos, 47 netos, 75 bisnetos e 20 tataranetos. UM HOMEM HONESTO E TRABALHADOR QUE NOS ORGULHA MUITO NESTA CIDADE, AQUI VAI UMA DE MUITAS DE SUAS POESIAS:

                  “AGORA CHEGOU O TEMPO DE EU CONTAR A REALIDADE DE TUDO QUE EU JÁ FIZ

SEMPRE ANDANDO DIREITO, RESPEITANDO A AUTORIDADE.

SEMPRE FUI MUITO FELIZ AQUI DENTRO DO MEU PAÍS

COM MUITO AMOR E AMIZADE”

LUIZ POETA

Acervo da Biblioteca Municipal de Coroados.

 

FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE

O Fundo Social de Solidariedade de Coroados foi fundado há 35 anos, criado pela Lei Municipal nº 728 em 28 Junho de 1983, na ocasião, a Primeira Dama e Primeira Presidente do Fundo Social de Solidariedade, a Sra. Terezinha Aparecida Castilho Varoni, hoje, atual Prefeita Municipal. 

 

HISTORIA DA ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE COROADOS

Há 35 anos, a então 1ª Dama, TEREZINHA APARECIDA CASTILHO VARONI ciente das dificuldades que as famílias enfrentavam tendo que trabalhar e sem um local adequado para confiar seus filhos, reuniu um grupo de munícipes e fundaram a ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE COROADOS E A CRECHE SANTA TEREZINHA que vem acolhendo várias gerações que passaram e ainda passam por nossa Entidade desde então..

Ainda tendo a preocupação em manter a Creche, fundaram a Padaria Tentação, que não só serve para sustentar a Creche Santa Terezinha, mas também  atende a população em geral.

"COROADOS, PARAÍSO DOS POETAS, RECANTO DOS NAMORADOS"

(Frei Fernando Maria).

Arquivos para Download:
Brasão do Município em PNG
97,02 KB

01 de OUTUBRO de 2018
FAÇA O DOWNLOAD

Galeria de Vídeos:   Ver mais
Publicado: 12 de OUTUBRO de 2018
HISTÓRIA DE COROADOS-ARSO JOÃO VARONI

NO VÍDEO O SENHOR ARSO JOÃO VARONI NOS FALA A RESPEITO DA DOAÇÃO DA CASA DA CULTURA DO SENHOR AGRIPINO E FAMÍLIA VIEIRA DE SOUZA.

REPORTER: FABIANA BARONI

 
Publicado: 12 de OUTUBRO de 2018
HISTÓRIA DE COROADOS-CLAUDINO LORENZETTI

NESTE VÍDEO O SENHOR CLAUDINO LORENZETTI NOS CONTA SOBRE O PRIMEIRO PREFEITO DE COROADOS, O DR. JOSÉ MARIA DOS REIS.

REPORTER: FABIANA BARONI.

 
Publicado: 12 de OUTUBRO de 2018
HISTÓRIA DE COROADOS-IVAN ANTÔNIO PRADO SANCHEZ

NO VÍDEO O SENHOR IVAN ANTÔNIO PRADO SANCHEZ (IN MEMÓRIA), NOS RELATA SOBRE OS ÍNDIOS E SUA MÃE, QUE FOI A PRIMEIRA MULHER A SER REGISTRADA EM COROADOS.

REPÓRTER: FABIANA BARONI

 
Publicado: 12 de OUTUBRO de 2018
HISTÓRIA DE COROADOS-JOÃO VARONI

NESTE VÍDEO O SENHOR JOÃO VARONI (IN MEMÓRIA), FALA SOBRE A DÉCADA DE 30, SOBRE A QUEDA DO PREÇO DO CAFÉ, E DE COMO AS FAMÍLIAS SOFRERAM COM ISSO.

REPORTER: FABIANA BARONI

 
Publicado: 12 de OUTUBRO de 2018
LUIZ POETA - POESIA DE COROADOS

HISTÓRIA DE COROADOS

LUIZ BELTRAME DE CASTRO DECLAMA POESIA DE COROADOS/SP.

REPÓRTER FABIANA BARONI

 
 

« voltar

 
Endereço
Rua Prudente de Moraes, Nº 64 - Centro - 16260-000
Telefone
(18) 3645-9124
(18) 3645-1415
Atendimento
De segunda a sexta das 8h as 11h e das 13h as 17h
Newsletter
Inscreva-se e receba
informativos da Prefeitura
Acompanhe-nos
Seta
icone instar © Copyright Instar - 2006-2018. Todos os direitos reservados.